WhatsApp Image 2021 09 10 at 15.51.42

A Unidade de Conservação Parque Estadual das Araucárias (PAEAR) localizada nos municípios de São Domingos e Galvão, volta a receber o público a partir desta quinta-feira (16) às 14h. Na ocasião será realizada a inauguração das novas placas informativas da Trilha do Mirante das Araucárias, Trilha da Cascata e da Trilha da Corredeira do Rio Araçá.

“Durante o período em que o parque esteve fechado aproveitamos para realizar alguns reparos necessários nas estruturas como a substituição das placas internas e informativas das trilhas com o objetivo de receber melhor os visitantes”, explica o coordenador da unidade, Mikon Moraes.

Vale ressaltar, que o atendimento segue todas as medidas de prevenção ao coronavírus, portanto, é obrigatório o uso de máscara por todos os visitantes. Para percorrer as trilhas os visitantes precisam do acompanhamento e orientação de guias. Grupos maiores, como escolas, universidades e demais organizações, é necessário agendamento prévio.

A visitação na unidade ocorre de quarta-feira a domingo, das 9h às 17h. Os visitantes são recebidos pela equipe cogestora da unidade Grupo de Apoio de Unidades de Conservação (GRIMPEIRO), que conduz o público aos atrativos da unidade sempre respeitando às medidas de prevenção ao Covid-19.



Sobre o Parque

O Parque Estadual das Araucárias conta com três trilhas ecológicas, a Trilha do Mirante das Araucárias, a Trilha da Cascata e a Trilha da Corredeira do Rio Araçá. A Trilha do Mirante das Araucárias possui um percurso total de 2.150 metros, tendo como principais atrativos a araucária centenária, o mirante das araucárias e a roda d'água.

Estima-se que a araucária centenária tenha mais de 500 anos de idade. Essa árvore majestosa, que se ergue sobre um tronco de aproximadamente dois metros de diâmetro, desempenha um papel importantíssimo para o ecossistema e preservação da mata nativa.

O mirante das araucárias possui 8 metros de altura, do local é possível ver boa parte da extensão da Unidade de Conservação. O mirante é propício para a observação de aves e mamíferos que transitam pela área. A roda d’água pertencia aos moradores que viviam no local, antes de este se tornar uma Unidade de Conservação. Ela foi revitalizada e hoje se tornou um ponto atrativo da história local.

A Trilha da Cascata possui percurso total de 1.100 metros e os principais atrativos são a cascata do rio Jacutinga, o lago das capivaras e as furnas de carvão. A admirável cascata do rio Jacutinga, é um importante afluente que desemboca no rio Bonito, sendo este o principal rio usado para o abastecimento de água da cidade de São Domingos. O lago das capivaras é um lago artificial, construído na época em que havia atividade da madeireira e servia como reservatório de água. Hoje, o lago é usado como abrigo para plantas e vários animais como peixes, capivaras, ratões-do-banhado e diversas espécies de aves aquáticas que se alimentam dos peixes presentes no lago. As furnas de carvão foram construídas por volta dos anos de 1970 para serem usadas na produção de carvão. Mesmo que sua atividade tenha durado pouco tempo e hoje são indícios da história local.


A Trilha da Corredeira do Rio Araçá possui extensão de 800 metros, tendo como principal atrativo a Corredeira do Rio Araçá. A trilha é de fácil acesso, tendo pontos de paradas com mesas e bancos para descanso e um eventual piquenique. Ao final da trilha há uma corredeira de água, onde é possível entrar em segurança e se refrescar nos dias ensolarados. A trilha é adaptada para ser percorrida de forma autônoma, sem a necessidade de acompanhamento dos condutores de trilha. Ela conta com marcações, além das placas informativas e de educação ambiental.


A Unidade de Conservação, composta por uma área de 612 hectares, foi criada através do Decreto nº 293, de 30 de maio de 2003, visando a proteção e conservação de uma amostra da Floresta Ombrófila Mista. Assim como outros parques, o Parque Estadual das Araucárias tem como objetivo básico “a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico”.